top of page
  • Midiamax

Tradicional missa de início da Quaresma e imposição das cinzas lota Perpétuo Socorro



Foto: Henrique Arakaki

Começam nesta Quarta-feira de Cinzas (14) as celebrações da Quaresma e Imposição das cinzas. Fiéis lotam o Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, com a primeira missa das 6h. Há fiéis aguardando do lado de fora e a expectativa é de receber 30 mil pessoas ao longo da programação, que vai até às 23h.

Seguindo o calendário litúrgico, as cinzas impostas aos fiéis são confeccionadas a partir dos ramos abençoados no Domingo da Paixão do ano passado, e simbolizam a condição do homem pecador que confessa exteriormente a sua culpa diante de Deus. Outro significado é a vontade de conversão, confiado que o Senhor seja benigno e compassivo para com ele, paciente e cheio de misericórdia.

O reitor do santuário, Reinaldo Padilha, explica que as missas acontecem a cada uma hora, para atender a grande demanda de devotos nas tradicionais festividades da igreja católica.

“Para nós cristãos é um momento de itinerário, onde a gente busca por um caminho, onde somos chamados por um tempo de reflexão, como se fosse um retiro. Somos chamados a perceber as novas fragilidades e mudar, uma oportunidade de acolher e mudar, de viver de forma plena o amor de Deus”, detalha.

A representatividade de passar as cinzas em benção aos fiéis significa a permissão do “coração aberto” para acolher mudanças positivas e de amor aos ensinamentos cristãos.

“A igreja orienta, através da palavra de Deus, as dimensões que o tempo da quaresma ajuda a perceber com a dimensão da oração, da caridade e do jejum. Munidos disso, somos chamados a percorrer o caminho da graça, nos preparando para as festas da Páscoa, que para nosso calendário litúrgico são as celebrações mais importantes”.

“O Papa Francisco citou uma frase que me chamou a atenção: olhar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Vamos viver isso com sentimentos nobres no nosso coração, olhando mais para nossas vidas, vivendo o amor. Vivemos em um mundo marcado por diferenças, ódio, intolerância, façamos que o amor seja a principal diferença no nosso coração para celebrar a graça de Deus com a vida do outro”.

Comentários


bottom of page