top of page
  • Assessoria Parlamentar

Renato encampa luta pela implantação do curso de Engenharia Ambiental na UEMS de Ivinhema

Atento às demandas regionais, o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado Renato Câmara (MDB) identificou a premente necessidade de mão de obra qualificada na área de Engenharia Ambiental na região do Vale do Ivinhema. “Por isso, estamos reivindicando a implementação deste curso no Campus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), no município de Ivinhema”, anunciou o deputado.

 

“A região do Vale do Ivinhema, onde se localiza o município de Ivinhema, é conhecida pela sua rica biodiversidade e pela importância estratégica das atividades econômicas ali desenvolvidas. Por isso, é imprescindível a presença de profissionais qualificados em Engenharia Ambiental para promover o desenvolvimento sustentável da região”, destacou o parlamentar ao entrar na luta pela implantação do curso de Engenharia Ambiental na UEMS de Ivinhema.

 

A Indicação defendida na sessão plenária desta quinta-feira (04-04) foi endereçada ao Reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Laércio Carvalho. “O Vale do Ivinhema é lar de diversas atividades econômicas, incluindo a agricultura, a pecuária e a produção de energia através de usinas hidrelétricas. Destaca-se, em particular, a presença de uma usina na região, cuja operação demanda uma gestão ambiental eficiente para mitigar os impactos no solo, na água e na fauna local”, enfatizou Renato Câmara.

 

Engenheiro agrônomo por formação, Renato Câmara pontua que a implementação do curso de Engenharia Ambiental no Campus de Ivinhema da UEMS se faz necessária para suprir a demanda por profissionais capacitados a lidar com os desafios ambientais enfrentados na região. “Além disso, a formação desses profissionais contribuirá para a preservação dos recursos naturais, o manejo sustentável do solo e a promoção de práticas agrícolas e industriais mais responsáveis”, justificou o deputado que é presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da ALEMS.

 

“Diante de tudo que aqui expusemos, solicito encarecidamente que a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul considere favoravelmente esta solicitação, visando atender às demandas da comunidade local de Ivinhema e região, pois, com a presença de futuros engenheiros ambientais formados pela UEMS, será possível, efetivamente, incrementar e ampliar os projetos com ações que contribuam para o desenvolvimento socioeconômico do Vale do Ivinhema ecologicamente corretos, sobretudo, primando por práticas ecossustentáveis”, finalizou Renato Câmara.

Comments


bottom of page