top of page
  • Divulgação

Renato cobra manutenção da rodovia MS-145 que liga o distrito de Pana ao distrito de Ipezal


Deputado estadual Renato Câmara, vice-presidente da Assembleia Legislativa de MS. Foto: Assessoria

Pela grande importância que a MS-145 tem como ligação viária da região do Vale do Ivinhema à região da Grande Dourados, o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado estadual Renato Câmara (MDB) está reivindicando ao Governo do Estado, o recapeamento, principalmente no trecho que liga o Distrito Pana (município de Nova Alvorada do Sul) ao Distrito de Ipezal (município de Angélica).


“Recebemos este pleito encaminhado pelo vereador de Angélica, Adão Correia Gonçalves , o Adãozinho, que, a pedido da população está solicitando a realização do recapeamento desta rodovia, sobretudo, entre os dois distritos que citamos. Encaminhamos o pedido ao governador Eduardo Riedel, ao secretário de Estado de Infraestrutura e Logística Hélio Peluffo Filho e ao diretor-presidente da AGESUL, Mauro Azambuja Rondon Flores, através de Indicação”, informa Renato Câmara.


A rodovia em questão vem apresentando diversas depressões na pista em vários trechos, fato que está dificultando o trânsito na região, colocando em risco a vida daqueles que por ali trafegam, sejam para suas viagens diárias ou no transporte da produção agropecuária. “A manutenção requerida permitirá escoamento seguro da produtividade rural e trará uma enorme melhoria na qualidade de vida dos moradores das comunidades servidas por esta estrada”, argumenta o deputado Renato.


O Governo do Estado possui uma visão municipalista e compreende que medidas paliativas como tapar buracos têm enormes custos e já não são mais suficientes para resolver a situação das vias estaduais. “Por isso, defendemos a necessidade de soluções mais duradouras, como o recapeamento asfáltico, para garantir a segurança e a infraestrutura adequada para o transporte e o desenvolvimento regional. Ao mesmo tempo, isso representará melhor aproveitamento dos recursos públicos gastos em manutenção das estradas estaduais. O recapeamento da via é medida acertada para o desenvolvimento, não só destas municipalidades como também do Estado, motivo pela qual tal obra torna-se de grande relevância para todos”, finaliza o vice-presidente da ALEMS.


Crédito: Rádio Voz Amiga

Comments


bottom of page