top of page
  • Divulgação

Renato Câmara pede recursos e assistência técnica para pequenos produtores de milho

Solicitação foi feita ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento


Para qualificar os produtores de pequenas áreas rurais, dentre eles, os da agricultura familiar de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) apresentou Indicação ao ministro de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Carlos Fávaro solicitando a viabilização de recursos para oferecer assistência técnica especializada específica para o cultivo e manejo do milho, bem como para o combate à doenças que possam comprometer esta e outras culturas.


O objetivo da assistência será orientar os agricultores visando evitar o aparecimento, por exemplo, do milho guaxo, combater o enfezamento e outras doenças do milho e, sobretudo, garantir que as lavouras aumentem a produção de milho de qualidade, o que resultará em maior rentabilidade à classe produtora, com mais renda para a chamada agricultura familiar.


O vice-presidente da Assembleia Legislativa de MS observa que, no dia 11/07/2023, foi realizada, na ALEMS, uma audiência pública com o tema: “A IMPORTÂNCIA DA ELIMINAÇÃO DO MILHO GUAXO NA PRODUÇÃO AGRÍCOLA DO MS". “Durante a audiência, tornou-se evidente a urgente necessidade de ações voltadas para a difusão de informações e práticas eficazes no manejo do enfezamento do milho. Este é um tema de vital importância para a saúde da produção agrícola do nosso Estado e para a economia a ela associada”, relata Renato Câmara.


O parlamentar destaca que participaram da audiência de diversas instituições renomadas no âmbito agrícola e ambiental, incluindo a Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), o Sindicato Rural de Dourados, a Fundação MS e a Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados (Aeagran), entre outros representantes e especialistas.


“A agricultura familiar em Mato Grosso do Sul desempenha um papel significativo na produção agrícola, impactando não apenas a economia local, mas também a segurança alimentar de incontáveis famílias. No entanto, muitos desses pequenos produtores enfrentam desafios diários, desde o acesso a técnicas modernas de cultivo até o enfrentamento de doenças que podem afetar suas colheitas”, justifica Renato ao reivindicar o apoio do MAPA na destinação de recursos para assistências técnicas ao agricultor.


“O milho, como um dos principais cereais cultivados no Estado, requer cuidados e manejo específicos para assegurar uma produção de alta qualidade. Portanto, a capacitação e a assistência técnica no cultivo e manejo do milho são essenciais para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar”.


“A mobilização de recursos federais para a assistência técnica voltada a esses produtores é crucial. Somente assim eles poderão receber orientações e treinamentos adequados, aperfeiçoando as técnicas de cultivo e combatendo de modo eficaz as doenças da planta.


Isso garantirá uma produção agrícola mais resiliente, sustentável e produtiva. Desta forma, ao investir na capacitação e assistência técnica para os pequenos produtores da agricultura familiar, estaremos promovendo o desenvolvimento rural, fortalecendo a economia local e garantindo a segurança alimentar de inúmeras famílias sul-mato-grossenses”, afirma o ‘Deputado do Agro’ em Indicação endereçada ao ministro Carlos Fávaro.


Comments


bottom of page