top of page
  • Midiamax

PT realizará plenária ainda em fevereiro para debater eleições municipais de 2024



Foto: Arquivo, Midiamax

O PT (Partido dos Trabalhadores) realiza plenária para discutir as eleições municipais às 18h da quinta-feira (22), no Sintcop (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Pesada do MS).

A convocação para o evento foi divulgada pelo coordenador da bancada federal por Mato Grosso do Sul, deputado Vander Loubet, nesta quarta (14). A plenária Conjunta reunirá a RS (Resistência Socialista) e a CNB (Construindo um Novo Brasil) com os deputados Zeca do PT e Vander.

Apesar de ter afirmado consenso com o nome da deputada federal Camila Jara para disputar as eleições em Campo Grande, o PT enfrenta divergências internas sobre o apoio à parlamentar. O deputado estadual Zeca afirma que não está fechado o apoio à petista.

Para o ex-governador, o partido tem que reabrir a discussão porque a candidatura de Camila não configura a melhor opção para as eleições, na sua avaliação.

[Camila] é um grande quadro, mas devemos sintonizar com discurso do presidente Lula para ampliar bancadas de vereadores, prefeitos e vices. É oportuno que o PT, com tranquilidade e respeito, torne possível uma aliança melhor. E a aliança melhor é o nome da Rose Modesto”, afirmou ele em entrevista ao Midiamax.

Outros membros da diretoria do PT seriam contrários ao consenso firmado em torno da petista. A vereadora Luiza Ribeiro (PT) explica que a divergência é natural dentro do partido e que não deve atrapalhar a disputa do PT em Campo Grande.

“É normal que haja divergência dentro de qualquer partido, ela é saudável. Mas nós acreditamos que o nome da Camila é o mais adequado”, comentou.

Pré-candidatura de Camila

O PT (Partido dos Trabalhadores) anunciou no dia 5 de outubro de 2023 a pré-candidatura da deputada federal Camila Jara em uma noite marcada por discussão, disputa por cargos federais em Mato Grosso do Sul e pela não presença dos campeões de votos, como o deputado estadual Zeca do PT e o federal Vander Loubet.

A reunião teve atraso devido a uma reunião e confusão no diretório. No encontro, estavam Camila Jara, a advogada Giselle Marques, que foi candidata ao governo do Estado em 2022. Além da professora Eugênia Portela de Siqueira, Giselle, Eugênia e a coordenadora do setorial municipal de Educação do PT Campo Grande, Bartolina (Bartô), que não esteve presente no anúncio, chegaram a colocar os nomes como pré-candidatas.

O nome da deputada não é consenso na sigla. Já em setembro, o partido chegou a alugar a Câmara de Campo Grande para a plenária para lançar Jara no evento. Porém, além da deputada federal, a advogada Giselle Marques e a professora Bartolina Catanante prosseguiram com o interesse no pleito pelo Executivo de Campo Grande. Após impasse e reunião nos bastidores da plenária, foi decidida a criação de um ‘projeto de mulheres’.

A plenária contou com a participação dos deputados estaduais Pedro Kemp e Gleice Jane, além da vereadora Luiza Ribeiro. Principais lideranças do MS, o deputado federal Vander Loubet e o deputado estadual Zeca do PT, também não compareceram ao evento.

Commentaires


bottom of page