top of page
  • Top Mídia News

Policiais desaparecidos são encontrados mortos no fundo de rio em Goiás

Os PMs teriam entrado no Rio São Bartolomeu para perseguir um foragido da Justiça. Os corpos foram levados ao IML de Luziânia


Os policiais militares de Goiás que desapareceram após entrar no Rio São Bartolomeu foram encontrados mortos no fim da noite de terça-feira (3). As vítimas estavam a aproximadamente 50 metros da margem do rio e a uma profundidade de 15 metros.


De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás, as condições no Rio São Bartolomeu eram extremamente desafiadoras para as equipes de mergulho, com águas turvas, muita lama e galhadas submersas.


“Esses fatores dificultaram significativamente o trabalho das equipes náuticas de mergulho, que se esforçaram incansavelmente para localizar as vítimas”, informou a corporação em nota.


Os corpos das vítimas foram levados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal.


O acidente ocorreu por volta das 17h50, quando os policiais se envolveram em uma perseguição na região próxima ao município de Cristalina, situado a cerca de 32 km da cidade e a 45 km de Luziânia. Durante a perseguição, os policiais entraram no Rio São Bartolomeu e desapareceram.


Os corpos só foram encontrados após seis horas de busca, por volta das 23h40.

Bombeiros de Goiás e do Distrito Federal utilizaram lanchas e mergulhadores nas buscas. Os PMs foram identificados como cabo W. Silva e soldado Nóbrega.


Para fazer o socorro, foram necessárias equipes de bombeiros de Luziânia, de Cristalina e do Distrito Federal. O Rio São Bartolomeu fica entre Luziânia e Cristalina, municípios goianos que compõem o Entorno do DF.

Comments


bottom of page