top of page
  • Top Mídia News

Polícia Federal prende rapaz que matou estilista com chave de braço em Campo Grande



Foto: Reprodução/Facebook

Alan Silva Santos, de 27 anos, condenado há 13 anos de prisão pela morte do estilista Altivane Ramos Borges, foi preso na manhã desta quarta-feira (6) por força de um mandado de prisão cumprido por agentes da Polícia Federal. Ele foi detido na própria residência no Jardim Centenário, em Campo Grande.

O crime aconteceu em setembro de 2016, em uma residência na Vila Taquarussu. Na época, segundo consta na denúncia do Ministério Público, autor e vítima se conheceram através das redes sociais e chegaram a trocar fotos íntimas entre si, quando o estilista convidou Alan para ir até sua residência para que mantivessem relações sexuais.

Um mês após o primeiro encontro, Altivane insistiu para se encontrar novamente com o condenado, tendo aceitado a investida. Alan foi buscado pelo estilista no Terminal Bandeirantes e antes de irem para a residência da vítima, passaram em um bar para comprar cervejas. No imóvel, jantaram e conversaram, quando a vítima pediu para ter novamente relações sexuais com o autor, que se recusou e pediu para ir embora.

Mas devido à insistência de Altivane, o indivíduo desferiu um soco em seu peito, derrubando-o no chão. A vítima se levantou novamente, onde foi desferido outro soco no pescoço por Alan, que logo na sequência aplicou uma "chave de braço", pressionando o pescoço do estilista até ele morrer.

Naquele dia 4 de setembro, Altivane foi encontrado morto na cama e seminu, apenas vestindo uma cueca. Alan fugiu do local levando o celular da vítima e com o carro Fiat Uno, que também era da propriedade da vítima. O carro em questão foi encontrado abandonado na BR-060, no sentido para Sidrolândia.

Na sentença aplicada pelo júri, ele recebeu 12 anos de prisão pelo crime de homicídio e um ano pelo crime de furto do celular do estilista.



Comments


bottom of page