top of page
  • PNA

Palestra "Respeita as Pretas" encerra campanha julho das pretas com debates sobre igualdade racial


Encerrando as atividades da campanha "Julho das Pretas", o Centro de Convenções Silvio Ubaldino de Souza recebeu, na manhã desta sexta-feira (28), importantes nomes do movimento da igualdade racial em Nova Andradina. Entre eles estavam a coordenadora de Promoção da Igualdade, Mazé Macedo, o presidente e a conselheira de Igualdade Racial do município, Cido Gonçalves e Marilza da Cruz, a coordenadora de Igualdade Racial de Batayporã, Simone da França, e a coordenadora regional de educação, Silva Maria dos Santos.


A campanha Julho das Pretas consistiu na realização de diversas atividades abordando o tema "protagonismo e empoderamento da mulher preta", incluindo palestras, rodas de conversa, confecção e distribuição de panfletos de conscientização, além da exposição de trabalhos artísticos relacionados ao tema. Com uma fala repleta de força e representatividade, a psicóloga Sonia Cristina Rodrigues Amaral ministrou a palestra "Respeite as Pretas", encerrando as atividades programadas pela Semcias.


Realizado pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social, o Julho das Pretas abordou temas importantes, como o racismo, feminismo, representatividade da mulher preta, entre outros assuntos relevantes. Delma Prado Cavalcante, chefe da pasta da Semcias e mulher negra, fez uso da palavra com ênfase no reconhecimento do poder da mulher e no enfrentamento à desigualdade e preconceito.


Citando o apoio familiar, Delma relembrou momentos vividos na infância e as palavras de sua mãe, que com sabedoria a instruiu a se orgulhar de suas origens, pele e cabelos, aconselhando-a sempre a persistir no caminho dos estudos, pois o preconceito contra a mulher negra só poderia ser enfrentado com empoderamento e educação. Ainda, a secretária frisou a importância das ações realizadas pela Semcias, que com informação e conscientização, abriram espaço para o importante diálogo sobre o assunto.


Presente também no encerramento, Gilberto Garcia relembrou o histórico escravagista brasileiro e a desigualdade de oportunidades, considerando que, segundo o último censo do IBGE, mais de 50% da população de Nova Andradina é preta ou parda. Gilberto também mencionou a necessidade de um constante debate e criação de políticas públicas voltadas à população negra, com o objetivo de trazer equidade à competição do mercado de trabalho, representatividade em cargos de liderança e acesso à educação inclusiva.


Finalizando, a vereadora Cida do Zé Bugre, única mulher negra que representa a população na Câmara de Vereadores de Nova Andradina, mencionou a desigualdade racial e de gênero nos três poderes: "Este foi o primeiro ano da campanha Julho das Pretas, espero que a ação tenha continuidade anualmente. Em meu mandato, consegui a aprovação da Indicação 560/2021, de minha autoria, onde a Câmara Municipal passou a incentivar a adesão de Nova Andradina ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (SINAPIR), instituído através do Estatuto da Igualdade Racial (Lei nº 12.288/2010), do Governo Federal. Precisamos de um espaço onde as mulheres (negras) se sintam valorizadas e não sofram qualquer tipo de preconceito". Além de Cida, a vereadora Gabriela Delgado e os vereadores Josenildo Ceará e Wilson Almeida também participaram da solenidade.



Comentarios


bottom of page