top of page
  • Top Mídia News

Mulher queimada pelo ex morre em hospital de Dourados

Vítima teve a moto, a casa e o corpo incendiado pelo autor

Valéria Carrilho da Silva, 35 anos, que teve a casa incendiada na manhã de domingo (30), pelo ex-companheiro, Gilmar Alves, morreu no início da noite no Hospital da Vida, em Dourados - a 228 quilômetros de Campo Grande.


Gilmar foi preso por policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), onde já havia o registro de um procedimento por violência doméstica.


Conforme o Dourados News, no início da madrugada de domingo, a polícia foi acionada para atender uma ocorrência na Rua Garrincha, no Jardim Esplanada, envolvendo um incêndio criminoso.


O ex-companheiro da vítima ateou fogo em uma motocicleta Honda Biz, em roupas, calçados e duas máquinas de costura industrial e no corpo da ex.


A vítima foi encontrada deitada no quintal, gritando de dor, sendo levada ao Hospital da Vida.


Valéria tinha queimaduras no pescoço, mãos, tórax, orelhas, rosto, olhos, boca, cabelo, testa e diversas queimaduras na altura do umbigo para cima.


Após preso, Gilmar Alves, foi autuado feminicídio da forma tentada, violência doméstica e familiar, mas diante da morte da companheira, o crime agora é de feminicídio consumado.

Comments


bottom of page