top of page
  • Midiamax

Mulher que matou rapaz a facadas em festa de família tem passagens por maus-tratos e lesão corporal



(Foto: Leitor Midiamax)

A mulher presa em flagrante por matar a facadas Blayon Lucas Sampaio da Costa, de 22 anos, em uma festa de família, no bairro Estrela do Sul, em Campo Grande, no fim de semana, tem passagens por maus-tratos, lesão corporal dolosa e ameaça.

Em janeiro deste ano, a mulher foi denunciada por maus-tratos contra a própria filha de 1 ano e 11 meses. O pai da criança procurou a polícia dizendo que encontrou a bebê sob guarda da autora em local insalubre, casa suja, com corotes no chão, sem luz e água.

Na época da denúncia, ele relatou que o único alimento que a bebê consumia era leite em pó que ele levava para a filha. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso. 

Blayon foi morto com duas facadas durante a briga que aconteceu em uma festa de família por ciúmes.

Esfaqueado durante festa de família

Um homem, identificado como Blayon, de 22 anos, foi morto a facadas durante uma festa de família no Conjunto Residencial Estrela do Sul, em Campo Grande, na madrugada deste domingo (28). A suspeita de cometer o crime, uma mulher de 29 anos, foi presa em flagrante. 

Segundo o boletim de ocorrência, testemunhas contaram a PM (Polícia Militar) que estava ocorrendo uma comemoração familiar no local, quando uma mulher chegou na festa e começou a beber. Ela era apenas conhecida de um dos familiares.

Em determinado momento, ela sentiu ciúmes de outra mulher com um homem e começou a agredi-la e discutir. A mulher agredida contou os fatos para sua irmã que foi tirar satisfações e também foi agredida, momento em que tentou conter as envolvidas. 

Com isso, a suspeita pegou uma faca e desferiu dois golpes no peitoral de Blayon. Após as facadas, a mulher fugiu e familiares acionaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Corpo de Bombeiros e a PM.

Entretanto, a família não aguardou a chegada do socorro e preferiu levar a vítima em um carro a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino. Na unidade, o homem não respondia e foi constatado que ele estava com uma perfuração na região do peitoral. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

A suspeita, que havia fugido logo após o crime, foi localizada nas proximidades com lesões no rosto e se queixando de dores de cabeça. Ela recebeu os primeiros socorros dos Bombeiros e foi presa em flagrante, sendo levada para a Depac Cepol.

Uma equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana) também estava no local e encontrou a faca usada no crime. 

Na delegacia, os militares informaram que atenderam a uma ocorrência nas proximidades, onde funciona um centro religioso. No local, uma mulher teria chegado transtornada dizendo que esfaqueou um homem. Não há informações se essa seria a mesma mulher presa pelo homicídio e a Polícia Civil deve investigar o caso.

Comments


bottom of page