top of page
  • JD1

Justiça determina a prisão de cinco indivíduos por homicídio cruel em Deodápolis

A magistrada Natalia Devechi Picoli Antunes decidiu manter detidos os acusados de matar Bruno Santana Ávalos

Na noite de segunda-feira (15), a Justiça de Deodápolis decretou a prisão de cinco indivíduos acusados do homicídio de Bruno Santana Ávalos, de 17 anos, ocorrido entre os dias 13 e 14 de janeiro de 2024, na zona rural da cidade, próximo à 10ª Linha, km 2,5.


Os suspeitos, identificados como Ryan Lucas Teixeira Salustriano, João Pedro Leoncio de Lima, Rafael Kennedy da Silva Alves, Fabiano Alves Capelaxio e Erik Henrique da Silva de Jesus, tiveram suas prisões efetuadas pela Polícia Civil, em ação conjunta com a Polícia Militar, logo após o crime, que foi gravado em vídeo pelos próprios envolvidos.


A decisão de manter os acusados detidos foi proferida pela juíza Natalia Devechi Picoli Antunes durante audiência de custódia. Os cinco serão transferidos para um presídio estadual, conforme determinação judicial.


A magistrada justificou a medida, ressaltando que "a custódia cautelar dos autuados se revela não apenas a medida mais adequada, mas, sobretudo, a mais necessária para o resguardo da ordem pública. O crime, em tese, foi praticado com violência desmedida, evidenciando a periculosidade dos acusados."


Com as prisões decretadas, os suspeitos aguardarão o desenrolar das investigações pela Polícia Civil de Deodápolis. Posteriormente, o caso seguirá para a Justiça para julgamento.

Comments


bottom of page