top of page
  • Top Mídia News

Jovem que cheirou pimenta ganha alta e volta para casa em Anápolis

A jovem está acordada, mas não dá respostas neurológicas

Thais Medeiros, 25 anos, que teve uma parada cardiorrespiratória após cheirar um vidro de pimenta em conserva em fevereiro deste ano, ganhou alta na última segunda-feira (31).

O caso aconteceu na cidade de Anápolis (GO), a 55 km de Goiânia.


De acordo com o site R7, ela teve uma grave reação alérgica ao cheiro do condimento e, em razão da parada cardiorrespiratória, desenvolveu uma lesão irreversível no cérebro.


"Eu tive muito medo de trazer ela para casa, mas estava na hora" diz a mãe, Adriana Silva Medeiros.


"Minha filha saiu de um jeito e voltou assim, como um neném".


Adriana conta com a ajuda do marido, Sérgio Alves Silva, para cuidar da filha e das duas netas, filhas de Thais: Valentina, de 8 anos, e Antonella, de 7.


Sérgio fechou a loja para cuidar das crianças, e Adriana também teve de deixar o salão para acompanhar o tratamento de Thais no hospital.


Segundo o médico geriatra Fernando Henrique de Paula, do Crer (Centro de Reabilitação e Readaptação) Henrique Santillo, onde Thais estava internada desde o dia 9 de abril, o quadro dela é um pouco melhor. De acordo com o médico, Thais chegou à unidade em uma condição grave e passou por diversas complicações, o que tornou a reabilitação inviável.


Entre as complicações, Thais teve uma infecção no fim de junho e outra provocada por fungos no local de uma cirurgia para a retirada de abscessos, relatou a mãe. Durante os próximos seis meses, ela ainda fará tratamento para osteomielite, uma infecção óssea, e para escaras. De acordo com Adriana, a infecção e as escaras impediram Thais de iniciar a reabilitação.


A jovem está acordada, mas não dá respostas neurológicas. Adriana conta que ela reage quando vê as filhas e sempre presta atenção quando alguém entra no quarto.

Comments


bottom of page