top of page
  • Divulgação

Governo confirma morte de Bruna Valeanu, segunda vítima brasileira do conflito em Israel

Brasileira de 24 anos foi rendida durante ataque de terroristas que invadiram o festival Universo Paralello


O governo brasileiro confirmou a morte da jovem Bruna Valeanu, desaparecida desde sábado em Israel. Ela também participava do festival de música eletrônica Universo Paralello, que foi invadida por homens armados no sábado.


O evento acontecia no deserto de Negev, perto de Re-im, no sul de Israel, a menos de 20 quilômetros da Faixa de Gaza.


"O governo brasileiro lamenta e manifesta seu profundo pesar com a morte da cidadã brasileira Bruna Valeanu, de 24 anos, natural do Rio de Janeiro, segunda vítima dos atentados ocorridos no último dia 7 de outubro em Israel. Ao solidarizar-se com a família, amigas e amigos de Bruna, o governo brasileiro reitera seu total repúdio a todos os atos de violência contra a população civil", afirma o Itamaraty.


Bruna tinha dupla nacionalidade, era brasileira-israelense. A jovem de 24 anos era natural do Rio de Janeiro. Sua última comunicação com a família foi no sábado por volta das 9h, quando contou ter testemunhado disparos e mortes à sua volta.


Gaúcho morto O brasileiro Ranani Glazer, desaparecido desde sábado após o início do conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas, foi encontrado morto, informou a tia do jovem ao Globo na noite desta segunda-feira. Na manhã de terça-feira, o Itamaraty também confirmou a morte.


Glazer estava na rave Universo Paralello, que foi invadida por homens armados no sábado. O evento acontecia no deserto de Negev, perto de Re-im, no sul de Israel, a menos de 20 quilômetros da Faixa de Gaza.


Fonte: Folha de Pernambuco

ความคิดเห็น


bottom of page