top of page
  • MS.gov

Exportações de MS chegam a US$ 7,23 bilhões até agosto de 2023, crescimento de 28,9%


As exportações de Mato Grosso do Sul no acumulado de janeiro a agosto de 2023 chegaram a US$ 7,230 bilhões, valor 28,90% maior em relação aos US$ 5,609 bilhões registrados no mesmo período do ano passado. Os produtos que mais se destacaram, em termos de volume e valores, foram soja, celulose e carne bovina. Já as importações caíram 11,7%, saindo de US$ 2,287 bilhões no mesmo intervalo de oito meses em 2022, para US$ 2,019 bilhões neste ano. Com isso, o saldo da balança comercio em oito meses do ano aumentou 56,86%, subindo de US$ 3,321 bilhões para US$ 5,210 bilhões.

As informações estão na Carta de Conjuntura do Setor Externo do mês de agosto de 2023, publicada pela Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) com os dados do MIDC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços). Clique aqui para fazer o download do documento.

“Esse é o melhor desempenho de exportações atingido por Mato Grosso do Sul nesse intervalo dos oito primeiros meses do ano. A soja aparece como o primeiro produto na pauta de exportações, com um crescimento de 64,38% em relação ao ano passado e representando 44,17% do total exportado pelo Estado, em termos de valor. A celulose sofre as variações do mercado internacional, mas segue como o segundo produto da pauta, com 13,37% de participação. Já os maiores percentuais de crescimento foram verificados no açúcar (245,28%), minério de ferro (100,06%) e milho (40,75%)”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semadesc.


Entre os principais destinos das exportações, a China segue como maior comprador dos produtos e commodities sul-mato-grossenses (principalmente soja e celulose), concentrando 41,60% do valor total das vendas externas no período de janeiro a agosto de 2023. Os países com maiores aumentos na participação foram Uruguai (+501,36%) e Argentina (+228,44%). A concentração nos dez maiores destinos das exportações passou de 67,66% a 74,27% nos oito primeiros meses do ano, se comparado ao mesmo período de 2022.

O Porto de Paranaguá foi a principal via de escoamento do comércio exterior de Mato Grosso do Sul de janeiro a agosto de 2023, correspondendo por 40,23% das exportações – crescimento de 21,24%. O Porto de Santos, principal rota de saída da celulose sul-mato-grossense correspondeu a 31,76% das operações de vendas externas do Estado. “É importante destacarmos o desempenho das exportações via Porto Murtinho. Houve um aumento de 187,5 mil toneladas no ano passado, para 561,4 mil toneladas de janeiro a agosto de 2023, crescimento de 318,72%”, acrescentou Jaime Verruck. O principal município exportador no período de janeiro a agosto de 2023 foi Três Lagoas, com cerca de 22,01% dos valores exportados, com composição baseada sobretudo no setor de papel e celulose.

Comments


bottom of page