top of page
  • Midiamax

Calorão intensifica chances de ataques de abelhas durante período de migração de colônias em MS

Orientação é manter distância ou correr ao notar enxameamento


A migração de abelhas, a enxameação, é considerado comum neste período do ano, já que a espécie segue o ciclo natural de formação de novas colônias, entretanto, o calorão pode deixar o inseto mais irritado, suscetível aos ataques em humanos e animais.


O biólogo José Milton Longo explica que o avistamento de abelhas é comum durante o florescimento das flores, quando a abelha inicia a colheira do néctar e do pólen, assim seguindo a temporada da reprodução. Entretanto, o calor acentua a agressividade do inseto, a mais comum nos episódios são da espécie apis mellifera, a abelha-europeia.


"Pode ocorrer os ataques, com mais números e intensidade. A abelha-europeia africanizada, as nossas nativas são pequenas, a uruçu ou jataí não têm ferrão. A abelha-europeia tem o abdômen rajado. Na zona rural também há chances de ataques com animais com o deslocamento do enxame".


Apesar de parecer inofensiva, o veneno da abelha é altamente perigoso aos organismos sensíveis, podendo causar a anafilaxia – também chamada de choque anafilático-, uma reação alérgica aguda que pode ser fatal.


Ataques em MS

O Corpo de Bombeiros não tem um balanço de dados especificamente sobre ataque de abelhas. A estatística também envolve incidentes com outros insetos, como de aranhas, escorpiões e marimbondos.


Casos atendidos no interior do Estado são três vezes mais altos de registros em Campo Grande. Entretanto, o comparativo entre janeiro e setembro é semelhante.


O choque anafilático causado pelo veneno pode causar dificuldades na respiração, sensação de garganta fechada, inchaço na boca e língua, até o desmaio. A alergia pode ser desenvolvida, ou seja, quem já sofreu picada pode ter reação em outro episódio, a imunidade não é garantida.


Vale lembrar que as únicas recomendações em caso de avistamento de enxames é permanecer longe, correr e acionar o Corpo de Bombeiros. Jogar inseticida, colocar fogo, jogar pedra ou qualquer outro objeto nas abelhas não faz parte das recomendações de segurança, pelo contrário, a situação pode se agravar.


Kommentare


bottom of page