top of page
  • CMNA

Câmara Municipal defende incentivos aos artesãos de Nova Andradina


A 31ª Sessão Plenária Ordinária Deliberativa da Câmara Municipal de Nova Andradina, realizada na noite de terça-feira (26), contou com três projetos de incentivo aos artesãos de Nova Andradina.


O primeiro deles consta no Projeto de Lei Ordinária do Legislativo n°. 049/2023, de autoria da vereadora Cida do Zé Bugre (PL), que institui e inclui no Calendário Oficial do Município a "Semana Municipal do Artesanato" e declara 19 de março como "Dia do Artesão Nova-Andradinense". A medida foi encaminhada às comissões e deve ser votada nas próximas sessões.


Na ocasião, a parlamentar também apresentou o Requerimento 110/2023. Direcionado à Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (SEMEC) e Fundação Nova-Andradinense de Cultura (FUNAC), o documento visa informações sobre eventuais programações apoiadas pelo poder público para possibilitar a participação dos artesãos em eventos de âmbito municipal, estadual e federal.


Cida do Zé Bugre também questionou se existe alguma coordenadoria de cadastros de artesãos no município; o número de profissionais que têm a Carteira Nacional do Artesão; projetos voltados para a área, que englobem desde a produção até a comercialização de produtos artesanais; e se há uma integração entre a Secretaria de Turismo do Estado com a Fundação Nova-Andradinense de Cultura e Casa do Artesão.


Ainda de autoria da parlamentar, a Indicação 407/2023, solicitou que a SEMEC e FUNAC estabeleçam ações com o objetivo de fortalecer e incentivar o desenvolvimento dos artistas e artesãos, com suas formas associativas e cooperativas de produção, gestão e comercialização, bem como a realização de feiras, oficinas e de exposições.


“Essas ações tem como objetivo fortalecer e incentivar o desenvolvimento do artista e artesão local e suas formas associativas e cooperativas de produção, gestão e comercialização, debater e propor políticas de fomento para o desenvolvimento do setor, além de incentivar a prática entre as novas gerações e identificar os fazeres tradicionais que possam constituir recurso de criação e produção, qualificando-os como suvenires turísticos da cultura de Nova Andradina”, argumentou a vereadora na justificativa da indicação.


No mesmo documento, Cida reforço que essas ações irão contribuir para “estimular a realização de eventos, feiras, oficinas, exposições e a busca de novos mercados em âmbito local, nacional e internacional do artesanato produzido no Município, promovendo a qualificação e o estímulo ao aperfeiçoamento dos métodos e processos de produção, através de cursos, palestras, seminários e fóruns, assim como conscientizar a comunidade sobre a importância da arte e do artesanato como fonte geradora de emprego e renda e fomento para o turismo e cultura local”.

Comments


bottom of page