top of page
  • Midiamax

Bebê que caiu de apartamento sai da UTI e irmãos serão devolvidos para mãe em Campo Grande

Bebê deve começar a se alimentar com leite

A bebê de 4 meses que caiu da janela do 3º andar de um apartamento, em um residencial, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, saiu da UTI (Unidade de Terapia Intensiva), da Santa Casa e já começará a se alimentar com leite, segundo o advogado da mãe das crianças, Alfio Leão.


Ainda de acordo com o delegado, a jovem deve buscar os filhos na tarde desta sexta-feira (15) para retornarem para casa. Ela recebeu a liberdade nesta quinta-feira (14), depois de ser presa por abandono de incapaz, após a queda da bebê, na noite de terça-feira (13).


O advogado afirmou que a guarda das crianças ficará com ela. Ele também disse que foi solicitada uma bolsa de ajuda financeira para a mulher que recebe R$ 1.300 na função de auxiliar de serviços gerais.

Pais indiciados por abandono material

O pai da bebê, de 4 meses, que caiu do 3° andar da janela de um apartamento, vai responder por abandono material, por não ajudar a mãe financeiramente. Segundo a delegada responsável pelas investigações, Nelly Macedo, em 4 meses o pai visitou a bebê apenas três vezes, mas não ajudava com nada. Além dele, o pai das outras crianças também responderá pela mesma situação.


“Os pais biológicos das crianças são totalmente ausentes, inclusive materialmente. Vão responder por abandono material, por não estar ajudando essa mãe a arcar, não só com a criação, mas também financeiramente. Ficou caracterizada a sobrecarga dessa mulher”, explicou a delegada.


Apesar disso, não há dúvidas de que há o erro de ter deixado as crianças sozinhas. Ela vai ser indiciada por abandono de incapaz com lesão corporal grave.

“Vamos ver o nexo da ausência e omissão deles [pais] com tudo o que aconteceu e ver a responsabilização também por serem omissos e ausentes para os filhos”, concluiu.


Queda do 3º andar

A criança de 7 anos que estava cuidando da irmã de 4 meses, que caiu da janela de um apartamento, no condomínio CH8 no Aero Rancho, em Campo Grande, tentava acalmá-la quando aconteceu a queda. O caso aconteceu na noite de terça-feira (12). Além da menina e da bebê de 4 meses, uma terceira criança de 3 anos também estava na casa. Nenhum adulto estava na residência. Segundo disse ao Jornal Midiamax o delegado Gabriel Desterro, que atendeu o caso, a menina contou que a bebê estava agitada e ela teria ido até a janela para mostrar o movimento da rua para a irmã.


O apartamento fica no 3º andar, a cerca de 15 metros de alturas. A menina teve de subir na cama e, nesse momento, a bebê empurrou com os pés a irmã de forma brusca. Com isso, a menina de 7 anos acabou se desequilibrando e a bebê caindo da janela do apartamento. A mãe das crianças continua presa e na delegacia negou que deixasse os filhos com frequência sozinhos.

Segundo o delegado, o apartamento estava insalubre, muito sujo, com fezes no ambiente e louças para lavar. Não havia proteção na janela de onde a bebê caiu. A criança foi socorrida e levada para a Santa Casa e o estado de saúde é grave. As crianças foram entregues para o Conselho Tutelar. Inicialmente o caso será registrado como abandono de incapaz.


Comments


bottom of page