top of page
  • JD1

Após dias de investigação, corpos carbonizados em Três Lagoas são identificados

Vítimas eram uma jovem, de 21 anos, e um rapaz, de 31 anos


Leide Jasmin Rodrigues, de 21 anos, e Denis Antônio de Souza Queirós, de 31 anos, são as pessoas encontradas mortas e carbonizadas na manhã do último sábado (22) em Três Lagoas - a 326 quilômetros de Campo Grande.


Ambos foram achados em áreas diferentes e com cerca de 3h de diferença.

A Polícia Civil confirmou a informação se tratando da jovem e pontuou que familiares disseram que a vítima era natural de Ponta Porã, mas estava de passagem pela cidade onde havia permanecido por 22 dias, antes de seguir viagem para São Paulo.


Testemunhas também teriam dito que visualizaram Leide e Denis próximos, mas não souberam disser a ligação entre os dois. Isto também é um ponto-chave da investigação da polícia, que tenta descobrir se há ou não ligação entre os dois casos.


O site Rádio Caçula trouxe a informação de que o corpo do homem se trata de Denis Antônio. Ele foi encontrado por populares nas margens da BR-158, na região do bairro Montanini. Como todas as partes do corpo estavam prejudicadas, o reconhecimento aconteceu por meio de uma tatuagem no braço direito da vítima.


A principal suspeita da polícia é que Denis tenha sido morto estrangulado com uma corda, mas a perícia ainda deve detalhar corretamente a morte de ambos.


Em relação a Jasmin, a família seria natural de São Paulo e passaria por Três Lagoas para tratar com o Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) a retirada do corpo e o translado para a capital paulista.

Comments


bottom of page