top of page
  • Ivinotícias

Abates de bovinos, aves e suínos caem no 2º trimestre do ano em Mato Grosso do Sul


O abate legalizado de animais em Mato Grosso do Sul desacelerou no segundo trimestre de 2023, é o que mostra a Estatística da Produção Pecuária, divulgada nesta quarta-feira (06) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).


De acordo com a pesquisa, na comparação do segundo com o primeiro trimestre do ano, houve queda nos abates de bovinos, suínos e frangos. Também houve retração na produção de ovos neste período.


Em relação aos bovinos, Mato Grosso do Sul abateu 807 mil cabeças no segundo trimestre de 2023, representando queda de 0,7% em relação ao primeiro trimestre de 2023 e redução de 5% quando comparado ao mesmo período de 2022. A partir desses resultados, Mato Grosso do Sul manteve a quarta posição no ranking de abate entre os estados.


O abate de frangos foi de 43,5 milhões de cabeças em Mato Grosso do Sul no segundo trimestre, representando queda de 4,4% em relação ao mesmo período de 2022 e queda de 4,1% na comparação com o 1° trimestre de 2023.


Peso de carcaça dos suínos bate recorde

De acordo com o IBGE, foram abatidas 691.608 mil cabeças de suínos no segundo trimestre do ano, queda de 1,6% na comparação com o 1° trimestre de 2023. Porém, o peso total das carcaças foi o maior da história da pesquisa no estado, com 63.858 toneladas.


São 2,88% a mais que o número obtido no mesmo trimestre de 2022 (62.068 toneladas) e 1,9% maior que o do primeiro trimestre de 2023 (62.684 toneladas).Sul fica no sexto lugar, contribuindo com 4,9% na produção nacional.


Comments


bottom of page